Artigo

Era mesmo verdade: Hugh Jackman disse não a James Bond

Durante muito tempo foi apenas um rumor, mas o ator confirmou em entrevista que lhe foi oferecido o papel do agente secreto com licença para matar.

Hugh Jackman tem um novo filme a chegar às salas chamado "O Grande Showman" e esse foi o pretexto para uma aprofundada entrevista de balanço à publicação Variety.

O ator abordou por exemplo como os problemas de saúde por causa do seu Carcinoma basocelular (uma forma de cancro de pele muito comum) que quase levaram a que o filme não fosse aprovado e o seu adeus a Wolverine, a personagem a que deve a fama e interpretou ao longo de 17 anos em vários filmes, a revelação mais interessante terá sido a confirmação de um velho rumor: Hugh Jackman podia ter sido James Bond.

E isso acabou por não acontecer por causa de Wolverine e... algumas objeções "criativas".

"Estava quase a fazer 'X-Men 2' [2003] e recebi uma chamada do meu agente a perguntar se estaria interessado em Bond", recordou agora.

"Naquela altura, senti que os argumentos se tinham tornado tão inacreditáveis e malucos e pensei que precisavam de se tornar mais fortes e realistas", acrescentou.

O que o agente lhe disse a seguir tirou-lhe as ilusões: "Não tens direito a opinião no assunto. Apenas tens de assinar o contrato".

No fim, isso não aconteceu.

"Também estava preocupado que entre Bond e 'X-Men', nunca teria teria tempo para fazer coisas diferentes", recordou agora o ator.

E com isto começou um longo processo de testes que acabou com a escolha de Daniel Craig para suceder a Pierce Brosnan como 007.

Ver artigo por páginas

Comentários