Artigo

Emma Watson e a polémica da Vanity Fair: Feminismo é sobre escolha

A estrela reagiu às críticas após a polémica capa da Vanity Fair.

Emma Watson reagiu aos que a acusaram de trair os seus ideias feministas por ter feito uma capa para a revista Vanity Fair.

A capa, feita pelo aclamado fotógrafo Tim Walker durante a promoção de "A Bela e o Monstro", expunha parte dos seus seios.

"Apenas me revela os muitos equívocos e mal-entendidos que existem sobre o que é o feminismo", revelou a estrela à BBC.

"Feminismo é sobre dar escolha às mulheres. Feminismo não é um bastão para bater nas outras mulheres. É sobre liberdade, é sobre libertação, é sobre igualdade. Francamente não sei o que os meus seios têm a ver com isso. É muito confuso", acrescentou de forma veemente.

Quando Dan Stevens, o seu colega no filme, com quem estava a ser entrevistada, lhe perguntou o que se passava, esta explicou:  "Estão a dizer que não posso ser feminista... e ter seios."

"A Bela e o Monstro" estreia a 16 de março.

Veja a capa e a reação de Emma Watson.

Comentários