Artigo

Assédio Sexual: Justiça de Nova Iorque aperta o cerco ao produtor Harvey Weinstein

O procurador de Manhattan está a preparar um caso penal contra o famoso produtor de Hollywood.

O procurador de Manhattan está a preparar um caso penal contra o famoso produtor de Hollywood Harvey Weinstein, que deve ser acusado, informaram o canal NBC e o jornal New York Post esta terça-feira.

A acusação poderá acontecer a partir da próxima semana, informaram os meios de comunicação.

No Direito Penal americano, a figura do "grande júri" às vezes é utilizada para grandes casos: o procurador público reúne um júri que examina as evidências e determina se são suficientes para avançar para julgamento.

A notícia chega após a Polícia anunciar ter indícios credíveis de violação contra Harvey Weinstein e que está a juntar provas para decretar uma ordem de prisão.

Em declarações à revista Vanity Fair, Paz de la Huerta, uma atriz de 33 anos, acusou o produtor na quinta-feira de a ter violado por duas vezes no fim de 2010.

O responsável pelo inquérito na Polícia de Nova Iorque, Robert Boyce, disse na sexta-feira que De la Huerta "apresentou uma narrativa detalhada e credível".

"Temos aqui um caso a sério [...]. Weinstein está fora do estado, precisaríamos de uma ordem de prisão. Agora estamos a juntar as nossas provas", disse Boyce a jornalistas.

As acusações da atriz são, pelo menos, o terceiro caso investigado pela Polícia de Nova Iorque nos últimos anos, e pode haver outros.

A Procuradoria de Manhattan, que trabalha estritamente este tema com a Polícia, nomeou um procurador especial de crimes sexuais para acompanhar o caso Weinstein.

Comentários