Artigo

Arte Institute e CCP do Mindelo realizam festival de curtas-metragens

O NY Portuguese Short Film Festival acontece nos dias 21 e 22 de setembro.

Uma antiga sala de cinema em Évora, que se encontra degradada e fechada há cerca de 30 anos, vai ser transformada num espaço polivalente para as artes, num investimento de 2,5 milhões de euros.

O Arte Institute e o Centro Cultural Português (CCP) do Mindelo realizam nos dias 21 e 22, quinta e sexta-feira, a 7ª edição do NY Portugueses Short Film Festival, em sessões a decorrer nas instalações do CCP do Mindelo.

O NY Portuguese Short Film Festival (NYPSFF), organizado pela primeira vez em junho de 2011, em Nova Iorque, foi o primeiro festival de curtas-metragens portuguesas nos Estados Unidos.

Em nota de imprensa distribuída esta segunda-feira, o Centro Cultural Português do Mindelo  refere que o festival mostra o trabalho da nova geração de jovens realizadores portugueses, acrescentando que ao organizar anualmente o certame, em vários países, o Arte Institute pretende ampliar e conquistar novos públicos para o cinema luso, em todo o mundo.

Fundado em abril de 2011, o Arte Institute passou desde então por todos os continentes, 21 países e 44 cidades, incluindo Joanesburgo, na África do Sul, e Luanda, em Angola.

A nota de imprensa refere ainda que as curtas-metragens foram selecionadas e submetidas à apreciação de um júri composto por figuras do meio cinematográfico português, brasileiro e americano, como Rúben Alves (realizador), Márcio Miranda Perez (Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo) e Don Cato (Realizador).

Na sessão de sexta-feira, 21, quem se deslocar ao CCP poderá ver “Carga”, de Luís Campos, O Entalhador ou A Oficina Mais Bela do Mundo, de João Vasco, Instalação do Medo, de Ricardo Leite, “Tu”, de Hugo Pinto, e “Foi o Fio” (curta convidada) de Patrícia Figueiredo.

Na sexta-feira estarão em exibição “Quarto em Lisboa”, de Francisco Carvalho, “Alvanéu”, de André C. Santos Carnide, “The Amazing Ordinary Man”, de Paulo Portugal, “Ribbon Tooth”, de Sara Gouveia, e “Um longo dia” (curta convidada), de Sérgio Graciano.

As entradas serão livres.

Fundado a 11 de abril de 2011, o Arte Institute é uma organização pioneira, independente e sem fins lucrativos, sediada em Nova Iorque, que dinamiza a produção e difusão de artistas e projetos de arte e cultura contemporânea portuguesa.

O Arte Institute organiza eventos em todos os continentes, nas principais capitais do mundo, e em áreas como cinema, artes plásticas, música, literatura e teatro.

Comentários